[ editar artigo]

Sensualidade contumaz

Sensualidade contumaz

 

Dia após dia à espera por um acalento,

enquanto observa, sob o vento morno,

seu cabelo em suave movimento,

em perfeita harmonia com o entorno.

 

Ao entardecer de um típico verão

o sopro quente sobre seu corpo,

é carícia que lhe impregna o coração,

e com emoção, arrepia sem esforço.

 

O som envolvente de intrépido arroio

atrai sua atenção para tardio namoro.

Visando ansiado e insólito confronto

urge atender o clamor de tal encontro.

 

A refrescante brisa de tranquilidade

impregnada pela vivaz magia da paz

viola a solidão de modo contumaz

fazendo-a saciar sua sensualidade.

Literatura

EternizArte
Helio Valim
Helio Valim Seguir

Alguém interessado em usar a poesia como uma crônica poética do cotidiano, com realismo e imaginação. Com mais de 30 anos no magistério superior tendo lecionado em Instituições de Ensino no Rio de Janeiro. Mestre em Engenharia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você