[ editar artigo]

Sedução imoral

Sedução imoral

 

Tão densa, a fumaça da chaminé,

daquela fábrica de tormentos,

carreada pelo vento sem fé,

deixa no operário apenas lamentos.

 

Cinzas cobrem a humilde vila,

contígua à vil manufatura

com suas casas geminadas

e viciada realidade impura.

 

Seduzido pela oportunidade

de ilusório emprego formal

sujeita-se a ardiloso normal.

 

O desvario ao subjugo é tal

que não percebe ou questiona

a sedução dessa fumaça imoral.

Literatura

EternizArte
Helio Valim
Helio Valim Seguir

Alguém interessado em usar a poesia como uma crônica poética do cotidiano, com realismo e imaginação. Com mais de 30 anos no magistério superior tendo lecionado em Instituições de Ensino no Rio de Janeiro. Mestre em Engenharia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você