[ editar artigo]

O muro e o portão

O muro e o portão

 

Divide, afasta, separa...

Não agrega, desagrega,

pois, sua visão distorcida,

valoriza a chance perdida!

 

Falso célico, diz ser do céu,

mas, recidivo, retoma com fel

sua convicta arrogância,

escamoteada em intolerância!

 

O muro do pessimismo

não pode escamotear

a mitigação pelo ceticismo!

 

O portão, sem proselitismo,

para atravessar o derrotismo

é a convicção na esperança.

Literatura

EternizArte
Helio Valim
Helio Valim Seguir

Alguém interessado em usar a poesia como uma crônica poética do cotidiano, com realismo e imaginação. Com mais de 30 anos no magistério superior tendo lecionado em Instituições de Ensino no Rio de Janeiro. Mestre em Engenharia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você