[ editar artigo]

Lagrimas

Lagrimas

O sol brilhando no céu
a brisa tocando em meu rosto
vou caminhando tão triste
das lagrimas sentindo o gosto.

Tristeza companheira constante
inundando o meu coração
a angústia sempre ao meu lado
sombra no sol de verão.

Dos lábios o sorriso se foi
não existe mais brilho no olhar
a esperança com passos ligeiros
me abandona sem nada falar.

O tempo observa os meus passos
não sabe dos meus sentimentos
por dentro uma guerra constante
na mente um eterno lamento.

De alguém que não acha a saída
desse labirinto sem fim
voltando ao passado distante
sou alguém procurando por mim

Literatura

EternizArte
Claudio Silva
Claudio Silva Seguir

Sou um sonhador mor, gosto de ler ,viajar conhecer lugares diferentes, de escrever poesias, amo a natureza e a liberdade como o maior bem que o ser humano tem.

Ler conteúdo completo
Indicados para você