[ editar artigo]

Doce som

Doce som


O fruto do mar é doce

suco de cores e

sabores de tanto mar

De além do mar

 

Sabor da inspiração,

gosto de sereia que nada

em Atlântida disfarçada

Que nada!

 

Sonora música infinita

em coro a tantas vozes

de ondas múltiplas

sonora orquestra marinha

 

que em face registra

à minha face a voz

vox faucibus de fluxo

torrente --populi vox

 

E o escuto distante

No silêncio aquoso que toca

Ao fechar os olhos e degustar

O doce e cadêntico mar

Literatura

EternizArte
Danillo Coelho G. R.
Danillo Coelho G. R. Seguir

Contador de histórias, ator e artista visual.

Ler conteúdo completo
Indicados para você