[ editar artigo]

Dança

Dança

Aberta a cara espanta
por entre olhos vidrados
onde o medo se levanta.

A boca aberta e santa
vive a lhe benzer
mas, também se cansa.

Os pés que força o corpo

A caminhar em frente
como uma dança.

Aperta o passo

pra encher a pança

E toda sorte de saber

E é no meio disso tudo

Que se descobre ser

No sorriso de uma mulher
onde mora toda esperança.

 

Literatura

EternizArte
Ler conteúdo completo
Indicados para você