[ editar artigo]

Dentro do Silêncio

Dentro do Silêncio

Fala nada.

Deixe apenas o silêncio entre nós

Apenas suas mãos em mim

Urgentes

Fortes

Somente nossos sussurros molhados

Os gemidos roucos

Morrendo na pele um do outro

Abafados pelo nosso desejo

Não fala nada

Diga com seus olhos

Que é meu

Veja na escuridão dos meus olhos

Que sou sua

E quando minhas pernas te abraçam 

E as bocas se unem

Não é necessário dizer nada

Nosso desejo explode

Dentro do silêncio.

 

Concurso Poiésis EternizArte

EternizArte
Talita Bueno
Talita Bueno Seguir

Criadora de conteúdo erótico. mãe de três filhos adolescentes.

Ler conteúdo completo
Indicados para você