[ editar artigo]

Talvez eu tenha o meu penhasco

Estive preste a pular daquele penhasco

Você me abandonou sem nem se importar

Dei tudo de mim, mas não bastou para te ter

Foram-me postas ilusões a mesa de jantar

No olhar, as lágrimas se soltaram

Como alguém se despindo

Na calada da noite – solitário e confuso

- Lais Mendes

 

EternizArte
Lais Mendes
Lais Mendes Seguir

Laís Mendes nasceu no ano de 2001 e possui uma grande paixão por literatura. Estreou-se no wattpad em 2016 e desde então não parou de escrever. No presente, divide o seu tempo entre a escrita e a faculdade.

Ler conteúdo completo
Indicados para você