[ editar artigo]

Outrora

Outrora eu vira a vida viajar num ninho que me acolheu

outrora eu vira a vida marejar nos mares que me eram teus;

outrora, em outra hora, tu fostes meu Deus.

TAGS

poesia

deus

EternizArte
Julia Pedraza
Julia Pedraza Seguir

Não sou alegre nem triste. Sou poeta.

Ler conteúdo completo
Indicados para você