[ editar artigo]

Na penumbra do nosso quarto

 

 

Na tua língua, meu nome ganha novo sentido

Sob tuas mãos, meu corpo ganha outra forma

Nada mais importa quando estou contigo

Não há melhor abrigo que a tua boca

Quando de amor embriagada fala.

 

Esqueço o medo, a fome, a dor da vida

Tomada por exaurir essa felicidade toda

Não existe entre nós qualquer rancor ou dívida

Nem há dúvidas, nem mesmo poucas

Ou quaisquer certezas, senão as loucas.

 

Todos os outros são simplesmente nada

Toda realidade é totalmente nula

Só me interessa o cheiro que exalas

Ou teus olhos brilhando como a lua

Na penumbra, em nosso quarto.

#poesia#concurso#eternizarte

 

 

EternizArte
Débora Lima
Débora Lima Seguir

Mãe, mediadora, professora, escritora, sobrecarregada, mas feliz com minha feminilidade e o quanto ela embeleza o mundo em minha volta.

Ler conteúdo completo
Indicados para você