[ editar artigo]

Gratidão

Gratidão

Lembro bem que eu estava deitada na rede na varanda aqui de casa, como de costume e intencionei para o Universo que desejava muito estar na minha melhor versão. Eu queria ser melhor, queria fazer melhor. Eu desejava e ansiava por estar vivendo uma vida em que estive completa, sem fugir.

E uma das coisas que pude aprender com o Universo é o quanto Ele é sábio e generoso. Quando falo em Universo, é como se eu estivesse me referindo a Deus, o Criador, o Todo. E Ele me ensinou que não tem como se ir dormir à noite e simplesmente no outro dia acordar na sua melhor versão. Eu precisava fazer a minha parte, eu precisava agir para que acontecesse.

                Tem sido um processo diário, cada dia uma nova descoberta. O meu cansaço de estar vivendo somente de aparências e para agradar tinha colocado a gota que faltava no copo. Mas eu senti em todas as células do meu corpo que eu não passaria por isso sozinha. Eu precisei ter conversas difíceis e necessárias, tive que sair da minha zona de conforto, porque se tem uma coisa que eu faço muito bem é não me abrir.

                Quanto mais dessas conversas eu tinha, mais eu me sentia leve e verdadeira com a minha essência. Quantas e quantas vezes eu tenho revisitado o passado, mas já não me julgando mais pelo que deixei de fazer ou o quanto fiz algo ruim para mim e outras pessoas. Hoje eu tiro lições dali, por isso consigo me aceitar como eu sou e trazer aqui e compartilhar um pouco do sonho que trago comigo. A minha primeira lembrança que tenho de estar sendo eu mesma é quando eu escrevo, aqui traz a minha verdade. Colocar aqui no meu perfil textos que antes eram guardados a sete chaves é muito desconfortante, mas libertador.

Eu vejo esse novo processo como as sementes de girassóis que plantei em alguns vasos aqui em casa. Algo que pode parecer tão pequeno e simples para alguém, mas um grande passo para mim. Eu sabia que esse caminho não seria fácil ou bonito em alguns momentos, mas o sentimento que eu tenho toda vez que posto algo não dá para explicar, fazem até lágrimas surgirem em meus olhos. E isso é gratificante. A cura é o processo mais lindo que eu poderia estar passando neste momento e as pessoas certas tem se apresentado nos melhores momentos e me ensinado o quanto eu já sou suficientemente boa e completa.

Gratidão a cada de vocês que lê o que posto, não poderia estar mais feliz!

EternizArte
Cíntia Alves de Rezende
Cíntia Alves de Rezende Seguir

Tenho 32 anos, sou mineira. Sou apaixonada por livros, música, escrever poemas, animes. Sou uma pessoa bastante comunicativa que gosta de fazer conexões.

Ler conteúdo completo
Indicados para você