[ editar artigo]

Dias de Solidão

Dias de Solidão

 

Pra mim, o que sobrou,

foram os dias, os longos dias,

que parecem nunca ter fim.

Herança maldita da felicidade,

que me abraçou por um tempo,

sem pedir licença, nem passagem.

Apenas se instalou

me fazendo crer em dias eternos.

Tola ilusão!

O fim é real.

A ausência enfim se apresentou

amarga e fria, desorientada.

Enfim se instalou,

sobrando os dias

longos e intermináveis.

Dias de solidão,

Dias só.

Só solidão,

Os dias tão só.

Só solidão,

Dias de solidão,

Dias só,

De solidão.

EternizArte
Amanda Kraft
Amanda Kraft Seguir

Sou escritora, cantora e compositora. Possuo vários contos selecionados em antologias - à venda pela Amazon e outros - como Amanda Kraft. Como cantora, compositora e artista plástica, uso o pseudônimo de Lamaris.

Ler conteúdo completo
Indicados para você