[ editar artigo]

As metáforas das Chamas

As metáforas das Chamas

Sinto o despertar de uma mudança
pelo vento que desacata as chamas

A confiança dos corpos consagrados em passada noite
tendem agora
ao desentrelace

 

Reuni
todos os cadáveres da esperança e do ódio

Após a chuva e o lindo entardecer
almejo  vandalizar o arco-íris


Amanhã
me pergunte sobre hoje
hoje
me questione apenas
sobre o anteontem

 

Quando os fortes navios debruçarem
hei de estar no subsolo da ilha

para não ouvir lamúrias
sobre as certezas rompidas

e a manifestação do impossível acaso

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você