[ editar artigo]

ANTINOMIA

ANTINOMIA

Se quiser me analisar, analise,

Mas não me concluas,

Sou cheia de segredos implícitos,

Guardo dentro de mim profundas emoções,

Quando mais me analisar,

Mais incrédulo ficarás,

Tenho mistérios profundos,

Às vezes sou amor, mas posso ser ódio,

Às vezes sou fraca, mas posso ser fortaleza,

Sei ser mansa como uma ovelha,

Sei ser feroz como uma leoa,

Sei ser amante como Afrodite,

Sei ser má como Circe,

Em noites afrodisíacas,

Posso te amar como Julieta amou Romeu,

Posso te levar aos mais alucinantes sonhos,

Posso te embebedar com vinhos finos de Baco, 🍷

Mas também posso te servir em cálice dourado os mais raros venenos, 🍷

Posso te matar de amor antropofágico,

Posso te ferir e deixar marcas escarlates…

PETRONILHA ALICE MEIRELLES

EternizArte
PETRONILHA ALICE ALMEIDA  MEIRELLES
PETRONILHA ALICE ALMEIDA MEIRELLES Seguir

PROFESSORA MESTRE E LÍNGUA PORTUGUESA, LINGUISTA, PSICOPEDAGOGA, ESCRITORA DE LITERATURA INFANTIL E POETISA.

Ler conteúdo completo
Indicados para você