[ editar artigo]

A donzela do manto

A donzela do manto



O Desmazelo De Si Próprio, entorpecia a criatividade,mas, enfraquecia  os laços ternos e honestos  com seu complemento-conquistada em um universo de chances raras,que colidem com infinitos destinos, melhores e maiores que o seu.

Mas ser " incipiente " para com ela,não se tratava de um avilto ou uma demagogia de um ego vidente,pelo contrário,se tratava ,de um consentimento do eu ,para com si, em aceitação, de uma  minoria, sobre um infinito indecifrável e de seu sopro  tempo,incapaz de percorrer em um corredor curto ,abstrato e concreto ,chamado :vida.



Nem compreendia ,como seu Eu ser consciente ,ganhou uma chance criação ,sem listas de merecimento ou coisa que o valha-um começo de uma "claridade ofuscada".
Talvez fosse a sua sorte, uma produção de criações ao bel-prazer ,de uma "divindade cientista".

 

 

 



Malvado e imperante tempo, que insiste em nos denegrir, em nossa própria face,;...sorrateiro e injusto ,que ainda mente para nós, escondendo o enfraquecimento interno.
Rouba na maioria das vezes, no cronômetro da vida ,aquilo que jurávamos ter direito.

 





Singela e barata passagem ,que achamos ser a melhor ,do que todas as outras sorteadas ,para a felicita e simples: respiração.
Respiração...algo que cabe em qualquer prioridade de um "vivo ser".
Respiração,o desafio mais Pertinente da necessidade,o maior agracio esquecido.

 



Felizes Jovens ,que Regurgitam conselhos descabidos- que usam de tema,o tempo e a mortalidade ,as ferrenhas, chatas e longínquas moradoras.

Caricatura lenta de má sorte,daqueles que carregam, um" nascer velho" .
Observador ,que deduziu observado, de um "ponto jovem".


Para aquele ponto,deduz ainda,ter um abismo de  Equidistante Tempo inverso.



"Corpo amigo", que cria doenças ,das quais, não pode combater-ainda nos pede ,energia e, nos engana com pensamentos terceirizado, por si próprio ao si mesmo.


Conhecido corpo e mente.


Submerso, esperando, sua respiração adiada e desencorajada.

Enquanto puder segurá-la.


Se Não subir para respirar, a loucura e o "qualquer preço",uma delas ,será :a arte!!!
 

Ler conteúdo completo
Indicados para você